Assistir a um Talk Show: a minha experiência no Colbert e no John Oliver

Quando marquei a minha viagem a Nova Iorque, aproveitei para me informar como é que podia ir assistir a um talk show. Acabei por ter a sorte de conseguir bilhetes para o Late Show with Stephen Colbert e para o Last Week Tonight with John Oliver.

Sou uma grande fã deste tipo de programas. Acompanho o Colbert e o John Oliver há muitos anos, adoro o Trevor Noah, e ando a devorar o Patriot Act do Hasan Minhaj.

Neste post vou-te explicar como é que podes assistir a estes espetáculos ao vivo em Nova Iorque – ou noutra cidade, os processos são os mesmos.

Como ter bilhetes para assistir a um talk show

A grande maioria são gratuitos. Mas o processo para ter um bilhete para assistir a um talk show não é algo tão imediato assim.

Primeiro, tens que entrar regularmente nos sites de cada um dos programas para ires vendo as datas que forem abrindo.

A maioria abre as datas com um mês de antecedência. Isto é importante de saberes, porque no dia em que abrirem a data para a qual tu queres, convém estares à hora de lançamento à frente do site!

Seguem as informações dos principais talk shows.

The Late Show with Stephen Colbert em Nova Iorque

Last Week Tonight with John Oliver em Nova Iorque

  • Site: lastweektickets.com
  • Provavelmente um dos mais concorridos, por acontecer apenas uma vez por semana
  • No site informam em que dia e em que hora são lançados os bilhetes para as próximas datas

The Daily Show with Trevor Noah em Nova Iorque

The Tonight Show starring Jimmy Fallon em Nova Iorque

Patriot Act with Hasan Minhaj em Nova Iorque

  • Site: hasanminhaj.com
  • Não tenho a informação com que antecedência são lançados estes bilhetes, porque estou a escrever o post quando esta season acabou

Late Night with Seth Meyers em Nova Iorque

Jimmy Kimmel Live em Los Angeles

The Late Late Show with James Corden em Los Angeles

Conan em Los Angeles

Nota: outros sites que vendam bilhetes para assistir a um talk show, são ilegais. A única forma de teres bilhetes é gratuitamente através dos sites oficiais. Os bilhetes não podem ser revendidos, até porque estão ligados ao teu nome e precisarás de mostrar uma identificação no dia do programa.

A minha experiência no John Oliver e no Stephen Colbert

Quando marquei a minha viagem a Nova Iorque, entrei logo nos sites dos programas, porque queria mesmo assistir a um talk show.

Como marquei a minha viagem com muita antecedência (em junho, quando os bilhetes do evento da Marie Forleo foram lançados), abrira, muitos dos programas ainda não tinham as datas nas quais eu ia estar em Nova Iorque, então passei os meses a ter uma pasta no meu browser e quase diariamente ia vendo o que ia sendo lançado.

Os bilhetes que consegui

Curiosamente, o primeiro bilhete que consegui foi para o Trevor Noah. Adoro o Trevor Noah, e fiquei logo super feliz.

Com o Jimmy Fallon nem consegui tentar, quando vi as datas, já estavam completamente esgotadas.

No Late Show do Stephen Colbert, entrei em waitlist e nunca pensei que iria ter bilhetes… mas tive! Mas era no mesmo dia que o Trevor Noah.

O que me fez escolher de ir ao Colbert e não ao Noah, foi porque no do Trevor Noah tinha conseguido um bilhete “entry not guaranteed”. Este tipo de bilhetes implica que tens que estar uma fila e esperar que todos os convidados e detentores do bilhete principal entrem e depois eles pegam pessoas dessa fila para encher o resto da sala.

No Colbert, tive um bilhete “priority”, o que significou que tivesse ficado na parte de baixo do Teatro e com uma das melhores vistas. E tinha mesmo entrada garantida.

Bilhete para assistir a um talk show do Colbert

Assim sendo, acabei por ir ao Late Show do Colbert.

O do John Oliver foi o mais complicado. Para além de ter posto um alarme no dia e hora em que iam ser lançados os bilhetes, acabei o meu pedido um minutos depois do lançamento dos mesmos.

E mesmo assim… não tive o bilhete logo.

Umas semanas antes de ir para Nova Iorque, enviei um email a perguntar se não ia ter mesmo os bilhetes, como tinha feito o meu pedido à hora marcada.

Acho que foi o facto de ter atazado a equipa por email, que acabaram por me dizer que estavam a contar que duas pessoas iam desistir dos bilhetes, e que esses seriam meus.

No entanto, só fiquei a saber que tinha tido dois bilhetes um dia antes do programa, já eu estava em Nova Iorque. Surpresa das boas!

Email para assistir a um talk show do John Oliver

Como foi o Last Week Tonight do John Oliver

Chegámos aos estúdios onde é gravado o Last Week Tonight duas horas antes do início das gravações.

Estúdio do John Oliver - Vamos Assistir a um Talk Show da HBO!

Isso permitiu que ficássemos à frente na fila, mas quando tens bilhete garantido isso não muda assim grande coisa, até porque os lugares dentro da sala são distribuídos pela própria equipa.

É proibido entrar com comida e o telemóvel, claro, tem que ficar sempre guardado, sob pena de seres retirado da sala.

Eu consegui tirar uma foto bem rápida do cenário quando me sentei, mas mesmo fazendo isto discretamente e rapidamente, fui logo avisada por um dos membros da equipa.

Algo que pedem é que rias muito, e alto – isso é importante para haver boa energia e para haverem risos gravados.

O John Oliver é um profissional do caraças – gravou o programa todo num só take (sim, o programa não é em direto!).

Antes de começar a gravar o programa, o John Oliver responde a algumas perguntas da audiência e interage connosco, o que dá uma sensação de proximidade com ele.

O programa que assisti foi sobre uma lei chamada Filibuster: clica aqui para ver parte deste programa.

Como foi o Late Show do Stephen Colbert

O Late Show já sabíamos que ia ser bem diferente. Que ia ser um autêntico espetáculo.

Para começar, o Ed Sullivan Theatre, onde é gravado, é um espaço mítico de Nova Iorque. Localizado na Broadway, já contou com espetáculos do Elvis Presley e dos Beatles.

O teatro impressiona de fora, sobretudo porque não escondem que é ali que se realiza o Late Show do Colbert.

Aqui, apesar de termos um bilhete priority, foi onde estivemos mais tempo na fila à espera.

As regras são as mesmas: nada de telemóveis. Aqui nem arrisquei, porque a quantidade de equipa e seguranças dentro daquela sala é exponencialmente maior do que na do John Oliver.

Antes de começar propriamente o Late Show, há um warm-up com um comediante que está a dar os primeiros passos. No nosso caso, vimos o Paul Mercurio.

Adorei este warm-up: humor bem forte, sem tretas e provocatório. Ele chamou dois casais ao palco e meteu-se imenso com eles.

Depois deste warm-up, entra uma das peças centrais do Late Show: a banda do Jon Batiste! Sou super fã desta banda e é impressionante porque, para além da banda nos dar um mini concerto exclusivo antes do espetáculo, está presente o tempo todo, durante o resto do programa.

É o Jon Batiste que introduz o Colbert, que entra de uma forma bem casual e que, também ele, aproveita para responder a algumas perguntas da audiência.

É só quando começa a gravar a introdução do programa que ficamos a saber quem são os convidados desta noite. E aqui começa a “salganhada”: eu estive neste programa (clica aqui para ver a playlist), mas desse programa não foi gravado nesse dia a entrevista ao ator Ansel Elgort.

Ou seja, vi tudinho o que está nessa playlist, mas existem entrevistas que são gravadas em outros dias e depois coladas a outros programas.

Na realidade, assisti à entrevista das jornalistas Jodi Kantor e Megan Twohey, a todo esse monólogo, à rubrica Meanwhile… mas também assisti à entrevista ao Stephen King que passou no dia seguinte e à atuação dos Vampire Weekend que também passou no dia seguinte.

A entrada do Stephen King foi anunciada com uma total surpresa para a audiência. Quando começamos a ver alguns seguranças extra a entrar no estúdio, percebemos que devia vir alguém “importante”. E foi uma entrevista incrível.

Como fã dos Vampire Weekend, fiquei super feliz de os ver ao vivo neste registo, com música ao vivo e com uma atuação tão próxima.

Saí deste programa do Colbert a querer mais. Eis algo que vou tentar fazer sempre que for a Nova Iorque ou a Los Angeles!

E tu, gostarias de assistir a estes programas? Deixa a tua opinião nos comentários.